Translate

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Deus aumenta nossas forças

A IGREJA
COMUNICA A VIDA
21/08/11 - 10º Domingo após Pentecostes
Sl 138; Is 51. 1 - 6; Rm 11. 33 – 12.8; Mt 16. 13 - 20
Tema: Deus aumenta as nossas forças
Introdução
Davi orou, e a resposta à sua oração foi que Deus “aumentastes as minhas forças.
As pessoas necessitam de FORÇA. Não força física, mas ânimo, perseverança e esperança.
O salmo 138 é uma oração de agradecimento por parte de Davi. Davi foi escolhido por Deus para ser rei de Israel ainda jovem. Dentre os 8 filhos de Jessé, Davi foi escolhido. Essa escolha desagradou Saul que era rei de Israel, e assim passou a perseguir Davi. Nesses e tantos outros momentos de angústia e medo, necessitava de força, ânimo, perseverança e esperança. E em oração pedia a Deus força, e nas palavras do Salmo 138 vemos uma oração de agradecimento.
Davi nesse salmo agradece: a) – pelo amor e a fidelidade de Deus; b) – pelas promessas; c) – pela glória do Senhor; d) – interesse pelos humildes; e) – pela segurança e proteção;
Será que nós cristãos temos motivos para agradecer a Deus? E como está a nossa gratidão?
Entre os agradecimentos, Davi agradece por Deus “ter aumentado as suas forças.” Um belo agradecimento. Como diz uma revista que circula na Igreja Evangélica Luterana do Brasil, “Revista Servas”, eu nem havia pensado nisso. Agradecer por aumentar as minhas forças, por renovar as minhas esperanças, devolver o ânimo em meio a situações dolorosas e difíceis. Em quais momentos nós também poderíamos ter dito a Deus: obrigado por aumentar as minhas forças? Não estamos 100% todos os dias. Há dias em que as situações nos desconsolam, desanimam. Há dias em que nos sentimos fracos, tristes, desesperados.
Em muitos desses momentos, Deus nos animou, nos fez ter esperança, nos fez sentir fortes. Deus agindo em nós, e o fez e faz pela sua Palavra. Ele fez e faz por causa do seu amor e da sua misericórdia.
Força – é isso que falamos as todas as pessoas quando perdem um ente querido, quando estão desanimados, quando estão passando por dificuldades. Força é o que necessitamos para não desanimarmos em meio a tantas situações desagradáveis da vida diária: as finanças, a família, o casamento, os filhos adolescentes, doença, preocupação, incerteza, etc. Força, como necessitamos de forças. Dê-nos força ó Senhor.
Necessitamos de força para não desanimar diante do primeiro obstáculo. Necessitamos de força para continuar no caminho de Deus. Força para continuar adorando a Deus em meio à ridicularização do mundo. Necessitamos de força para continuar perseverantes na oração. Sabemos que é a “vontade de Deus que está sendo feita e será conforme a vontade e o tempo de Deus”. Mas, por sermos pecadores e ansiosos queremos que tudo seja rápido. Desejamos um Deus fast-food, que nos sirva rápido, quando e onde queremos. Dá nos força ó Senhor para podermos esperar em ti, na tua vontade e o teu tempo.
Diz o salmo 139, “ó Senhor Deus, tu me examinas e conheces.” Deus sabe de tudo, o que necessitamos, e saberá quando agir. Por isso, a cada problema, a cada desespero, angústia, desânimo, inquietação, decepção, para cada vez em que nosso coração entristecer, Deus nos dá forças, e podemos agradecer como Davi: “aumentastes as minhas forças”.
Deus dá forças e muitos, assim como eu, muitas vezes nem se dão conta disso e nas mais variadas situações procuram forças em outros meios e por outros caminhos. Deixamos de lado aquele que renova as nossas forças a cada dia pela sua Palavra, a cada culto pelo seu perdão, Palavra, corpo e sangue dados com e sob o pão e o vinho.
Se Deus renova as nossas forças, quero questioná-los: De onde estão tirando forças?
Paulo aos Colossenses diz que muitos tiram forças de argumentos sem valor; outros de ensinamentos humanos; etc. Pessoas aos milhares diante de suas inúmeras dificuldades que as deixam fracas, acabam deixando se levar pela tentação de que qualquer caminho lhes serve. Nós, amigos e amigas, de muitas dessas pessoas somos os proclamadores da verdade de que Deus, não importa a situação renova e nos dá novas forças, pois como Deus mesmo disse a Paulo e diz a nós também: “...A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza” (2Co 12.9).
Vejamos o que aconteceu com Elias. Depois de ter vencido os profetas de Baal, e de tê-los matado, Jezabel decidiu acabar com a vida desse profeta. Com medo e se sentindo fraco diante dessa ameaça, fugiu. Foi até o deserto, e parou na sombra de uma árvore e teve vontade de morrer. Um anjo lhe apareceu e lhe deu de comer e essa comida lhe deu forças para andar quarenta dias e quarenta noites até uma caverna. Lá Elias disse que sempre tem servido a Deus, mas o povo de Israel quebrou a aliança com Deus, e ele era o único que havia sobrado. Aí Deus mandou um vento forte e quebrou as rochas, Deus não estava no vento. Deus mandou um terremoto, porém não estava no terremoto. Depois mandou fogo, e não estava no fogo. Depois do fogo veio uma voz calma e suave. Essa voz perguntou: o que está fazendo aqui? Elias estava reclamando que somente ele tinha restado no servir ao Senhor. Deus o tranqüilizou dizendo que ainda restavam 7 mil joelhos em Israel que o adoravam e o serviam. Deus encorajou Elias, deu-lhe forças novamente. A voz de Deus continua renovando nossas forças. Essa voz suave se apresenta pela sua Palavra, a Bíblia, o único lugar onde Deus ainda nos fala. Esta Palavra está cheia de promessas encorajadoras: “Eis que eu estarei contigo a cada novo dia” (MT 28.20); “no mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo” (Jo 16.33); “porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé” (1Jo 5.4); “A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza” (2Co 12.9); “tudo posso naquele que me fortalece” (Fp 4.13); “também o Espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza...” (Rm 8.26); “Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou” (Rm 8.37).
Deus aumenta as nossas forças.
O povo fraquejou e muitas vezes duvidou das promessas de Deus. Em Dt 7.7-8, Moisés conforta o povo de Deus, “O senhor Deus os amou e escolheu, não porque vocês são mais numerosos do que outros povos; de fato, vocês são menos numerosos do que qualquer outro povo. Mas o Senhor os amou e com a sua força os livrou do poder de Faraó, o rei do Egito, onde vocês eram escravos. Ele fez isso para cumprir o juramento que fez aos nossos antepassados. Lembrem que o Senhor nosso Deus é o único Deus. Ele é fiel e mantêm a sua aliança.” Deus é fiel e cumpre todas as suas promessas. Essa fidelidade de Deus é confirmada por Paulo quando escreve ao jovem Timóteo “Se não formos fiéis, Cristo continua sendo fiel, pois ele não pode ser falso para si mesmo” (2Tm 2.13). A fidelidade de Deus, recobrava as forças do povo de Israel na sua longa jornada pelo deserto, e renova as nossas forças para que continuemos caminhando em direção a vida eterna.
O apóstolo Paulo em sua primeira carta aos coríntios diz aos cristãos que eles não eram sábios, nem importantes, mas Deus os escolheu para aquilo que o mundo acha loucura e para envergonhar os poderosos, ele escolheu os fracos. Para destruir os que se acham muito importantes, Deus escolheu aquilo que o mundo despreza, acha humilde e diz não ter valor. Com certeza essas palavras animaram os coríntios e animam a nós.
Não há tempo para explanarmos todos os episódios em que as pessoas se encontravam fracas, deprimidas, desanimadas, desconsoladas e receberam forças de Deus. Poderíamos ainda falar de Isaque, Jacó, José, Josué, mas quero pensar um pouco em mim, e quero que cada um pense em si mesmo.
Voltemos à pergunta: Diante das nossas fraquezas de onde estamos tirando forças? Veremos três caminhos pelos quais buscar a tão necessária força para a nossa vida no dia-a-dia.
Deus aumenta as nossas forças:
Primeiro: lendo e, ou ouvindo a Palavra de Deus. Mas isso não pode ser de vez em quando, precisa ser com freqüência. Pois a palavra de Deus como diz Paulo “é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. E isso para que todo o servo de Deus esteja completamente preparado e pronto para fazer todo tipo de boas ações” (2Tm 3.16-17). E como diz o próprio Davi no Sl 19 “A lei do Senhor é perfeita e nos dá novas forças...” (Sl 19.7).
Deus aumenta as nossas forças:
Segundo: Perseverar na oração. Abraão um homem considerado justo pela sua fé orava a Deus, perseverava na oração e perseverava no tempo de espera do cumprimento a suas orações. Deus tem o seu tempo e a sua hora. Paulo ao escrever aos Tessalonicensses aconselhou: “Orai sem cessar” (1Ts 5.17). Em muitos relatos dos evangelhos vemos Jesus orando. Ele ensinou seus discípulos a orarem, justamente por ser algo muito importante na vida cristã. Pela oração colocamos nas mãos de Deus todas as coisas do dia-a-dia. E para toda oração Deus nos dá sua resposta. Por isso, é importantíssimo lembrar que precisamos estar preparados para a resposta de Deus, pois acima de tudo “seja feita a sua vontade.” Paulo quando orou a Deus para que tirasse um espinho na sua carne, Deus lhe respondeu: “...a minha graça é tudo o que você precisa, pois o meu poder é mais forte quando você está fraco” (2Co 12.9).
Deus aumenta as nossas forças:
Terceiro: Participar na santa ceia. As pessoas estão perdendo de vista o proveito que há no comer e no beber do corpo e sangue de Cristo dados com e sob o pão e o vinho. Na santa ceia cada cristão recebe o perdão dos pecados, vida, salvação. Aliás, já que estamos falando sobre buscar forças, a santa ceia é oferecida e precisa ser recebida justamente por você que está fraco na fé, justamente para que a sua fé seja fortalecida, como é dito no evangelho de Marcos “eu creio, ajuda-me na minha falta de fé” (Mc 9.24) e ainda em João “O que vem a mim de modo nenhum o lançarei fora” (Jo 6.37).
Em Jesus fomos resgatados pelo Pai. Jesus pagou um alto preço por cada um de nós ao morrer na cruz. Por isso, Deus aumenta as nossas forças para permanecermos nos seus caminhos.
Conclusão
Força é o que a família necessita a cada novo dia. Deus aumenta a sua força para que você continue vivendo dia após dia, olhando para Ele, olhando para Jesus. Deus aumenta as nossas forças para que possamos continuar trabalhando, estudando, pregando a palavra, para permanecermos casados, com a família unida. Deus nos fortifica pela Palavra, pois pela palavra enriquece nossa vida. Fortifica nossas forças pela oração, pois pela oração nós entregamos a Deus todo o peso e a carga. Deus fortalece as nossas forças pela santa ceia. No corpo e no sangue nos é concedido força e alento na tristeza, na angústia e na dor.
Deus a cada novo dia aumenta as nossas forças. Por isso, a cada novo dia podemos agradecer como Davi “aumentaste as minhas forças”. Obrigado Senhor, por nos dar força, ânimo e consolo. Obrigado por renovar a cada manhã nossa esperança. Obrigado pela salvação em Jesus Cristo que nos uniu a ti. Digamos como salmista Davi, “Eu te amo, ó SENHOR, força minha” (Sl 18:1) e “O Deus que me revestiu de força e aperfeiçoou o meu caminho” (18.32), e “Em ti, força minha, esperarei; pois Deus é meu alto refúgio” (Salmos 59:9).
Deus abençoe a cada um de vocês, lembrem-se, Deus aumenta as nossas forças a cada novo dia. Amém!
      Pr. Edson Ronaldo Tressmann
Mensagem pregada em setembro de 2008, em Alto Parnaiba, MA, e publicada no blog: sermões e Cia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário